Total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Quarta-feira 03 de agosto de 2011


Ó do borogodó.
Tá tudo uma desgraça só.
cinza. Sem cor. Com raiva.
com ódio. muita raiva.
Medo. Solidaão.
A frustração é tanta.
não quero fazer nada.
Não tenho sonho. familia.
esperança. alegria.
NADA!
Nem Deus, nem diabo. nada.
Miserável escuridão
vem amanhecer. Traga salvação. Muda essa história.
2011 tem sido um dos anos mais difíceis pra mim.
não sinto envolvida com a casa, porque não quero.
não consigo ouvir Deus, porque não sei se quero.
não tenho minha família porque não me relaciono com eles.
meus irmãos... não faço diferença na vida deles. se estou bem, mal, mota, viva, aqui, lá. Deles eu só sinto indiferença.
minha mãe, sinto que vai demorar muito pra eu me relacionar com ela.
meu coração vai demorar pra cicatrizar.
pra curar, pra esquecer, e
nem sei se vou ser capaz
de sonhar de novo.
Quero sumir; fugir; chorar.
chorar é tudo para o que eu tenho força e vontade.
Quero poder nunca mais acordar.
Dormir pra sempre.
sem céu. inferno.

Quem Vejo

Blogger news